domingo, 18 de dezembro de 2011

NATAL SEM FOME NO QUILOMBO

Essa foi a proposta lançada pelo Professor Josias Ivo de Sousa quando ministrou a disciplina Educação de Jovens e Adultos no Pólo de Florânia; momento em que levou a turma 2009.2 para visitação à comunidade quilombola e realização do censo local.

Segundo os dados coletados, a referida comunidade está com uma população de 212 habitantes, dentre eles 97 crianças de zero a 12 anos, vivendo em condições adversas de extrema pobreza. Quase que em sua totalidade, a referida comunidade sobrevive com os recursos que recebem dos programas sociais e da carvoaria. Tem uma média de 04 a 05 pessoas por residência, tendo em vista na comunidade haver 38 residencias ocupadas.

Na próxima segunda-feira, dia 19/12, às 14h00, numa parceira junto à Escola Municipal Professor Humberto Gama (onde o professor está gestor), de Currais Novos, a referida turma estará se deslocando à comunidade quilombola para a entrega do material arrecadado (60 brinquedos para as crianças, roupas, calçados e alimentos). A escola, que já realiza esse trbalho há tres anos, estará levando uma cesta básica para cada família, 97 presentes para todas as crianças da comunidade, e um lanche (cachorro quente com suco) para todos os moradores.

O evento contará com um Papai Noel que fará a entrega dos presentes e muita descontração, além de um momento de reflexão, e finalizando com uma confraternização entre escola, universidade e comunidade.

Fotos do evento do ano de 2010


GESTÃO EDUCACIONAL E EMPRESARIAL

Sob a coordenação do Professor Josias Ivo de Sousa, a turma 2010.2, Pólo de Santa Cruz está pagando a disciplina Gestao Educacional e Empresarial, e como atividade final realizando uma atividade de campo com entrevistas aos gestores escolares da cidade e entorno.

O instrumental contempla uma Avaliação Diagnóstica acerca da gestão escolar, enfocando as cinco dimensões da gestão: gestão pedagógica, gestão de resultados educacionais, gestão participativa, gestão de pessoas, gestão de serviços e recursos; além de dados estatísticos de evasão, repetência, transferência, aprovação, e do ideb.

No próximo dia 07/01/2012, os alunos participarão de uma oficina promovida pelo professor, onde em grupos, irão elaborar os planos de gestão. Na oportunidade, cada grupo levará um notebook, livros e revistas sobre o tema gestão escolar para elaboração e digitação do documento, que será apresentada ao professor como atividade final para conclusão da disciplina.

O encerramento acontecerá dia 14 de janeiro de 2012, quando os alunos apresentarão o Plano de Gestão Escolar elaborado com base no diagnóstico que estão realizando junto às escolas. Como contrapartida, a Universidade disponibilizará às escolas campo de estágio uma cópia da proposta do referido plano de gestão. Será, portanto, uma espécie de trabalho de acessoria realizada pelos alunos e coordenada pelo professor especialista em gestão escolar.

domingo, 20 de novembro de 2011

20 DE NOVEMBRO - DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA


O dia da consciência negra é marcado pela luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade. Além desses assuntos, enfatizam sobre o respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do nosso país.


sábado, 19 de novembro de 2011

À turma 2008.1, pólo de Currais Novos...

Faltam-me expressões suficientemente adequadas para dizer-te da grande alegria que me invade a alma nesta oportunidade de representá-la duplamente na condição de padrinho e proferinte da aula da saudade.  Confesso que, ao receber o convite de apadrinhar a turma, não contive a grande emoção pela lembrança de meu nome nessa condição. Sinceramente, MUITO OBRIGADO A TODOS VOCÊS! Certamente, iremos nos encontrar pelos corredores da universidade, como colegas de trabalho.

Tive a grande oportunidade de, junto a todos vocês, estudarmos, discutirmos e aprendermos numa transferência fantástica de saberes, e isso, confesso me tornou muito grande, até maior do que vocês – pois eram maioria. Essa magia de puder lidar com a sala de aula nos tornam gigantes e nos dá uma certa vantagem de ser um para muitos, e como disse Willian Shakespeare “(...) Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos...”, e tivemos, sim, inúmeros momentos juntos e fizemos muito, pois O IBRAPES-UVA nos deu essa oportunidade de participarmos diretamente da escritura dessa fantástica história de qualificação profissional no Estado do Rio Grande do Norte. E hoje, não contarão essa história sem mencionarem os nossos nomes; veja só que fantástico isso!

Acompanhei, de perto, o grande esforço nessa conquista, testemunhei a dedicação a esse ideal de maneira categórica, vi que ano após ano te empenhavas mais e mais em alcançar teus fins, considero também um pouco minha a tua vitória e até chego a ficar orgulhoso por demais, como se fosse eu a receber o diploma!

Nesse sentido, deixo aqui o meu abraço comovido, extensivo aos pais, cuja felicidade também deve ser imensa, e rogo a Deus, que concedeu esta magnífica ascensão aos primeiros degraus da carreira, que cumule de sucessivas vitórias, de que todos vocês são merecedores pelo talento e pelos predicados morais.

E para finalizar meus agradecimentos, gostaria de pedir permissão para, nas palavras de Willian Shakespeare, refletirmos: “E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.


Afetuosamente,

Professor Josias Ivo de Sousa

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

FORMATURA EM FLORÂNIA

Pólo de Florânia sediou nesta 6ª feira, dia 18 de novembro, a colação de grau dos 20 formandos do Curso de Pedagogia, turma 2008.1. A cerimônia aconteceu no Ginásio de Esportes da cidade num clima de festa, momento em que acontece a festa do padroeiro da cidade.

Familiares dos formandos prestigiaram e dividiram o momento de felicidade da turma, que a partir de agora terá um grande desafio em prol da educação, num momento em que o país vive uma crise educacional que tem atormentado gestores, professores e profissionais da educação: altos índices de evasão e indisciplina escolar.

Aos alunos formandos os nossos parabéns e muita felicidade na profissão que escolheram.




terça-feira, 15 de novembro de 2011

FORMATURA EM SANTA CRUZ

No último dia 14 de novembro, em Santa Cruz, aconteceu a formatura da turma 2008.1, Curso de Pedagogia em que estivemos prestigiando os alunos que orientamos no TCC.

Parabenizamos a todos os alunos, ao mesmo tempo que externamos também, a nossa felicidade pela conquista de formatura. Esperamos que essa nova página da vida de cada um, venha recheada de muito compromisso, responsabilidade e acima de tudo 'vontade'...  Vontade de inserir no contexto educacional novas propostas pedagógicas que conduzam para a melhoria do ensino público em nosso país, em nossos municípios... Que essa sede de educação possa ser capaz de contagiar as escolas e profissionais na redução dos altos índices de evasão, reprovação, indisciplina, violências, e tantos outros que nos têm impedido de fazer acontecer um ensino capaz de transformar a realidade para melhor.

Assim, mais uma vez, externamos a nossa satisfação e alegria pela vitória de cada um de vocês, e aos seus familiares a certeza de nosso dever cumprido.

Um forte abraço a todos!!!!




domingo, 13 de novembro de 2011

PARABÉNS, FORMANDOS!!!


Aos alunos formandos do Curso de Pedagogia, da Universidade Estadual Vale do Acarau, pólos de Santa Cruz, Currais Novos e Florânia, dos quais tomamos conhecimento que se formam nesse período, os nossos parabéns já acompanhados de saudades.  Em especial, à turma do pólo de Currais Novos em que somos padrinho.

Estamos, sinceramente, muito felizes por fazermos parte da história  de cada um de vocês. As aulas, os trabalhos, os seminários, as leituras, tudo parecia chato, cansativo, mas concorreram para que hoje, vocês pudessem desfrutar da alegria e do sonho da maioria dos brasileiros - a conclusão do ensino superior.

Mas essa história nao tem sido de vitória para todos que ingressam na universidade. No Brasil, a evasão escolar entendida como interrupção no ciclo de estudo, causa prejuízos significativos sob o aspecto econômico, social e humano em qualquer que seja o nível de educação. E os motivos são variados, desde a impossibilidade de ir à escola, porque precisam trabalhar para aumentar a renda familiar, até os que têm o acesso, e não sabem o que fazer com ele.

São milhares de jovens que sonham em concluir o ensino superior, mas que a educação básica não lhes deu as habilidades necessárias para o que deveríamos chamar de continuidade de estudos, não fosse a precariedade do ensino no Brasil e a muralha que separa a educação básica do ensino superior,  elitizando cada vez mais essa modalidade de ensino, restringindo-a aos poucos que conseguem vencer a batalha por seus próprios méritos.

Estamos diante de um sistema educacional público falido, desacreditado, que absorve a cada dia, mais e mais mazelas sociais pela sua incapacidade de gerenciamento. Faltam políticas públicas de verdade, capazes de capacitas professores, gestores e demais funcinários para o novo modelo de escola que dispomos. A violência, as drogras, a indisciplina têm mostrado um poder maior, de forma que têm subtraído da nação milhares de jovens para em vez de darem sua contrapartida social, ingressarem no mundo das drogas.

Portanto, ficam aqui os nossos parabéns, acompanhados da reflexão e a certeza de que, cada um de vocês possa transformar em ações positivas os ensinamentos e teorias adquiridas no decorrer do curso que ora se encerra. 

sábado, 12 de novembro de 2011

Sugestao de Livro e Filme

Esta obra fala sobre algumas pessoas que estão ao nosso redor, desprovidas de qualquer sentimento, a não ser, a busca pela sua própria satisfação e prazer, não importante o que tenha que fazer para conseguir isso, até mesmo machucar ou matar alguém. Mentes Perigosas discorre sobre pessoas frias, manipuladoras, transgressoras de regras sociais, sem consciência e desprovidas de sentimento de compaixão ou culpa. Esses “predadores sociais” com aparência humana estão por aí, misturados conosco, incógnitos, infiltrados em todos os setores sociais. São homens, mulheres, de qualquer raça, credo ou nível social. Trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, têm filhos, mas definitivamente não são como a maioria da população: aquelas a quem chamaríamos de “pessoas do bem”.
A autora ainda discorre um pouco mais sobre estes “seres”: Segundo a autora, os psicopatas são 4% da população: 3% são homens e 1% mulher. Ou seja, a cada 25 pessoas, uma é psicopata. E como seus atos criminosos não provêm de mentes adoecidas, mas sim de um raciocínio frio e calculista combinado com uma total incapacidade de tratar as outras pessoas como seres humanos, eles não são considerados loucos, não sofrem de alucinação ou apresentam sofrimento mental. Vivem incógnitos, em todos os setores sociais. São homens, mulheres, de qualquer raça, credo ou nível social. Trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, têm filhos, mas definitivamente não são como a maioria das outras pessoas. Apenas em casos extremos, os psicopatas matam a sangue-frio, com requintes de crueldade, sem medo e sem arrependimento. Em sua grande maioria, eles não são assassinos e vivem como se fossem pessoas comuns. No entanto, são desprovidos de consciência e, portanto, destituídos do senso de responsabilidade ética, que é a base essencial das relações emocionais.



domingo, 30 de outubro de 2011

NÃO TOQUE EM NOSSOS TERREIROS

Coletivo de Entidades Negras lança campanha: Chega de Intolerância - Não toquem em nossos terreiros Campanha visa mobilizar a comunidade religiosa a defender seus direitos e esclarecer o restante da população que as religiões de matrizes africanas precisam ter seus ritos respeitados e não podem sofrer perseguição religiosa pelo fato de praticar sua fé. O Coletivo de Entidades Negras (CEN), organização política do Movimento Negro que se encontra em 17 estados da Federação lançou dia 23/10 a campanha Chega de Intolerância - Não toquem em nossos terreiros em parceria com a agência de publicidade Multiplike - Tecnologia | Informação | Comunicação e com o apoio da agência de notícias Afropress. Segundo Marcio Alexandre M. Gualberto, coordenador geral do CEN, esta campanha tem como objetivos fundamentais "mobilizar religiosos e religiosas para saírem da passividade e defenderem seus direitos. Nosso povo tem o hábito de esperar que alguém faça por eles, é importante sair do imobilismo e ir à luta". Para o Coordenador Geral, os casos de intolerância religiosa vêm aumentando em todo o país e têm sido frequentes ataques físicos tanto às casas religiosas, quanto às pessoas. "Enquanto a intolerância religiosa está ligada aos xingamentos ou comportamentos discriminatórios a situação é grave, sem dúvida, mas está num determinado patamar. Quando passa a agressão física, a cusparadas, agressões com a Bíblia, invasão de terreiros, derrubada de muros, queima de santos e mesmo assassinatos como temos visto em Manaus, então é sinal de que estamos mesmo por nossa própria conta e, se não agirmos, seremos sempre as vítimas preferenciais daqueles que querem tornar o Brasil um pais fundamentalista de viés evangélico-pentecostal", afirma Marcio Alexandre. A campanha, que destaca a expressão "Não toquem em nossos terreiros", inspira-se na campanha Touche pas a mòn pote (não toque em meu amigo), lançada em 1985, em Paris, para combater a crescente onda de racismo naquele país. Marcio Alexandre afirma que a idéia de dizer, não toque em nossos terreiros é um alerta, é um aviso é um sinal de que aquele terreiro (tal como o amigo, na França), não está sozinho, está protegido, há quem zele por ele. A campanha será lançada hoje em todas as mídias sociais brasileiras e, no dia 20 de novembro, quando ocorre a VI Caminhada Pela Vida e Liberdade Religiosa, em Salvador, haverá o lançamento oficial da campanha que se propõe permanente e em nível nacional. Contato: Marcio Alexandre M. Gualberto (Coordenador Geral do CEN) 22 2664 1213 Acesse: http://www.caminhadaazoany.blogspot.com

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

PÓLO DE SANTA CRUZ PROMOVE DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO


Nesta quinta-feira, dia 27/10, sob a presidência doProfessor Josias Ivo de Sousa e Professores Convidados Maria das Vitórias Ferreira da Rocha e Adelma Barbosa da Costa, aconteceu a Banca de Defesa do TCC da aluna ANA MARIA COSTA DAS CHAGAS, na cidade de São Bento.

Por motivos de saúde, a refirida aluna não teve condições físicas para se dirigir à cidade de Santa Cruz nos dis 05 e 06 de setembro, quando ocorreu a defesa pela turma, e para que a mesma pudesse concluir seu curso com a turma em que deu ingresso à universidade, tomou-se a iniciativa de levar a banca até sua residência, fazendo com que os sonhos de conclusão do ensino superior não fossem castrados pelas circunstâncias da vida.

A iniciativa do IBRAPES-UVA visa promover a democratização do ensino, expandido até a residência da aluna e oferecendo o acesso, a inclusão e a permanência na universidade, uma vez que a aluna Ana Maria Costa das Chagas foi submetida a uma cirurgia e no momento encontra-se em repouso.

Para que tudo acontecesse conforme o programado, foram indispensáveis as presenças dos alunos Alexandro Soares de Barros, Maria Gorete Bezerra T. Araújo, que voluntariamente, organizaram o cerimonial e deram toda a assistência à referida aluna para a conclusão do trabalho final. Do mesmo modo, à coordenadora do pólo de Santa Cruz, a Professora Maria das Vitórias Ferreira da Rocha que facilitou a realização do evento.








domingo, 23 de outubro de 2011

O PEDAGOGO EM INSTITUIÇÕES NÃO ESCOLARES

No próximo sábado, dia 29/10, pólo de Currais Novos, etaremos iniciando a Disciplina Estágio Supervisionado III, cuja finalidade é propicirar aos alunos da turma 2009.2, atuar em instituições nao escolares.

Verificamos, nos últimos anos, o aparecimento de espaços educacionais não formais, que abrem para o Pedagogo novas oportunidades de atuação. As atividades educativas intencionais ultrapassam os domínios da escola aparecendo em outras instituições sociais, como: Ong’s, Hospitais, Empresas, Meios de comunicação em massa etc.

Objetivamos apresentar aos futuros Pedagogos estes espaços, contribuindo para que haja a percepção de que as atividades educativas não podem estar restritas ao espaço escolar formal e que o Pedagogo pode atuar na coordenação, supervisão, planejamento e execução destas atividades. Não se trata de negar ao Pedagogo a atuação como docente em espaços escolares formais, mas de acrescentar ao seu campo de trabalho outras oportunidades tão importantes quanto a docência.

Nesse sentido, a partir do próximo sábado estaremos discutindo sobre a atuação do pedagogo em instituições nao escolares, e em Currais Novos, cidade que tem crescido e inovado em vários setores, precisa saber usar os profissionais do curso de pedagogia para implantar em suas empresas a pedagogia empresarial, a gestão de pessoas e consequentemente melhorar a prestação dos serviços, bem como a qualidade de vida no trabalho dos profissionais que prontamente servem às empresas e aos clientes.

A pedagogia pode, e deve, implantar no setor de serviços a humanização em todos os ambientes, e em especial nos hospitais e instituições como Abrigo de Idosos, etc., para assim tornar os ambientes mais humanos e suportáveis diante da diversidade e estresse do dia a dia.


domingo, 16 de outubro de 2011

PARABENS, PROFESSORES.

Amigos professores, sonhar ainda é o combustível que nos alimenta na jornada docente. Que possamos continuar disseminando essa fantastica ação humana, sonhar e sonhar sempre; enquanto houver sonho haverá luta e busca por dias melhores.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

SUGESTÃO DE FILME

Sinopse: Sophie (Amanda Seyfried) é uma aspirante a escritora e juntamente com o noivo Victor (Gael García Bernal), que sonha em ter seu próprio restaurante, viajam para a Itália. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, local perfeito para uma lua de mel antecipada, Sophie acaba percebendo que seu noivo está mais interessado nos fornecedores para seu restaurante do que nela. Na cidade, descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas missivas amorosas. Para sua surpresa, a remetente Claire Smith (Vanessa Redgrave) ouve o conselho dado na resposta e vai procurar Lorenzo por quem se apaixonou na juventude. Mas existem muitos italianos com o mesmo nome e Sophie mostra interesse em ajudá-la na tarefa, desagradando o neto Charlie (Christopher Egan) que já tinha reprovado essa louca aventura da avó viúva.
 

 

CAMPANHA LITERÁRIA


Você, somente você, pode fazer a diferença...

Doando livros, estantes, mesas, cadeiras para equiparmos a Biblioteca Comunitária dos Quilombolas, na zona rural do município de Currais Novos-RN. Os Negros do Riacho são uma comunidade remanescente de quilombolas com 204 moradores, que invisíveis socialmente, sejam por questões de preconceito, exclusão ou por puro 'suicídio social', estão há 9km de distancia da cidade vivendo em condições de extrema pobreza. Dentre inúmeras necessidades, como atendimento médico, dentário, serviços, educação, transporte, água, energia elétrica (externa), os 140 estudantes do quilombo NECESSITAM URGENTEMENTE de uma melhor adequação e aparelhamento da BIBLIOTECA COMUNITÁRIA para realização das pesquisas escolares. A referida bilioteca já dispõe de um acervo em torno de 450 livros, mas NECESSITA DE MESAS, CADEIRAS E ESTANTES para acomodar os estudantes na realização de suas TAREFAS ESCOLARES.

NECESSITAMOS DE COLABORADORES para montarmos essa biblioteca. Os interessados entrar em contato via e-mail, por esse blog.

A EJA NO BRASIL NOS DIAS ATUAIS


Senhora Remanescente de Quilombolas - Currais Novos
O analfabetismo nem é uma chaga, nem uma erva daninha a ser erradicada,
nem tampouco uma enfermidade, mas uma das expressões concretas
de uma realidade injusta (Paulo Freire).

          A EJA hoje no Brasil é, reconhecidamente, direito público subjetivo face ao ensino fundamental, de todos os jovens a partir dos 15 anos, adultos e idosos, a seu critério. É neste sentido que a Lei nº 9.394/96, em seu Art. 5º, determina o recenseamento da população em idade escolar para o ensino fundamental, e os jovens e adultos que a ele não tiveram acesso (art. 5º, § 1º , I) e fazer-lhes a chamada pública (art. 5º § 1º , II), como responsabilidade dos Estados e Municípios, com a assistência da União. Destaque-se que o Art. 60 (emendado) da Constituição, em seu § 6º, define que um quantitativo do equivalente a trinta por cento dos recursos do art. 212 da Constituição Federal deverão ser destinados à erradicação do analfabetismo e à manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental.  
         A especificidade dos alunos da EJA decorre do fato de serem jovens e adultos, maduros, experientes, trabalhadores ou pretendentes à (re)inserção no mercado de trabalho, o que requer a retomada do próprio conceito de alfabetização. Muito além das exigências do domínio de habilidades da leitura e da escrita vão as novas demandas do mundo contemporâneo para o exercício pleno da cidadania. Neste contexto, a alfabetização não pode ser reduzida ao aspecto da aquisição pura e simples do código alfabético e numérico, ao aspecto do letramento, em detrimento da categoria de cidadania e da perspectiva do estabelecimento de bases para uma educação continuada.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ALUNOS DA UVA REALIZAM CENSO DE QUILOMBOLAS

Aconteceu no último domingo, dia 09/10, na Comunidade Remanescente dos Quilombolas dos Negros do Riacho, em Currais Novos, sob orientação do Professor Josias Ivo de Sousa, ministrante da Disciplina Educação de Jovens e Adultos, um trabalho de campo com aplicação de um questionário investigativo nas 47 residências da referida comunidade, cuja finalidade foi de coletar informações sobre como vivem os moradores. O objetivo principal da coleta de dados é de apresentar um documento à Secretaria Municipal de Educação de Currais Novos informando o número de analfabetos no quilombo, e solicitando a implantação de uma turma de Educação de Jovens e Adultos, que possa atendê-los na própria comunidade. O trabalho foi realizado pelos alunos da turma 2009.2, Pólo de Florânia, e a programação contou:

- Abertura  pelo professor, apresentando os alunos e justificando o motivo da visita;
- Apresentação por um dos moradores fazendo uma exposição histórica do quilombo;
- Visitas domiciliares pelos alunos de pedagogia com a plicação do questionário;
- Almoço de confraternização com todos os moradores do quilombo, promovido pela turma e professor;











Os Negros do Riacho, como são chamados, necessitam de colaboradores por ser uma comunidade carente em todos os aspectos, está há 9km da cidade de Currais Novos e localiza-se na zona rural. Os 204 moradores do quilombo vivem da produção de carvão, programas sociais do governo federal, aposentadoria e alguns pedem esmolas na cidade de Currais Novos. Um grande número de quilombolas é analfabeto e necessita de escola, e esse trabalho ora realizado pelos alunos é de fazer um levantamento para apresentar aos órgnãos competentes de que há pessoas analfabetas sem acesso à escola.

O Professor Josias Ivo de Sousa já vem há cinco anos realizando um trabalho na comunidade, inclusive já montou uma biblioteca comunitária que atende aos estudantes, e no momento encontra-se abertas as doações de livros, mesinhas, cadeiras, estantes para melhor aparelhamento do ambiente da biblioteca.





domingo, 25 de setembro de 2011

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Terá início no próximo dia 1º de outubro, no Pólo de Florânia, aula inicial da Disciplina Educação de Jovens e Adultos pelo Professor Josias Ivo de Sousa. A referida disciplina será ministrada na turma 2009.2, curso de Pedagogia.

A disciplina aboradará três eixos: A trajetória histórico-política da educação de jovens e adultos; Fundamentos e princípios teórico-metodológicos e os Desafios da Educação de Jovens e Adultos, e terá como objetivo principal Compreender e situar a educação de jovens e adultos no Brasil, perpassando pela base legal e pelas diretrizes políticas e pedagógicas  dessa modalidade de ensino.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

BANCA DE DEFESA DE TCC EM SANTA CRUZ

Nesta 2ª feira, dia 05 de setembro do corrente, aconteceu na cidade de Santa Cruz, Pólo da Uva - Universidade Estadual Vale do Acaraú, a Banca de defesa de TCCs, da turma 2008.2, do Curso de Pedagogia.

O evento contou com duas bancas, no dia 05/09, as Professoras Especialistas YELINA VERONIKA DOS SANTOS E SILVA e MARIA DAS VITÓRIAS FERREIRA DA ROCHA, sob a presidência da mesa na pessoa do Professor JOSIAS IVO DE SOUSA, orientador da referida turma, e no dia 06/09, que será postada em breve. As atividades tiveram início às 8h00, no auditório do IFRN, da cidade de Santa Cruz.

A defesa, pelos alunos autores dos trabalhos, foi realizada num tempo de 20 minutos, com uma sequência de dois questionamentos pela banca examinadora. Os temas abordados pelos trabalhos giraram em torno de Inclusão Escolar, PROERD e Educação, Indisciplina na Escola, Afetividade, Conselho Tutelar e Escola, Educação Familiar no processo de ensino aprendixagem, Avaliação da Aprendizagem, Desenvolvimento psicomotor da Criança, Gestão Democrática, Atendimento Educacional Especializado, Educação Infantil.

A atividade de defesa do TCC tem por finalidade fazer cumprir a legislação escolar da instituição, bem como a complementação do trabalho produzido na escrita, de forma que o aluno venha comprovar oralmente a sua capacidade de uso da língua oral.

Na oportunidade, agradecemos ao IFRN, professores convidados, alunos concluintes e a coordenação do Pólo de Santa Cruz pela colaboração para a brilhante realização das atividades que vêm finalizar os trabalhos de Conclusão de Cursos dos alunos da turma 2008.2.





domingo, 28 de agosto de 2011

DICAS PARA CONSTRUÇÃO DO CONTEÚDO

 

Tempo
Quantidade
de lâminas
Parte
Conteúdo abordado
1 min
1
Apresentação
  • Meu nome é…
  • O meu trabalho é sobre…
  • Fui orientado pelo Prof…
4min
1 ou 2
Introdução
  • A escolha desse tema se deu em virtude…
  • Tive como objetivo demonstrar…
  • Usei como metodologia…
  • Como referência teórica utilizei autores como…
  • Sendo assim, meu trabalho ficou dividido da seguinte forma:
6 min
1 ou 2
Desenvolvimento
  • Foram no total “x” capítulos…
  • No primeiro, abordo…
  • No segundo…
  • No terceiro, da intervenção pedagógica…
2 min
1
Considerações Finais – retomada da ideia central
  • Através dessa pesquisa, concluí que…
  • Num primeiro momento…
  • Que…
2 min
1 com a frase.
Conclusão final
  • Gostaria de agradecer a oportunidade de defender o meu trabalho e encerrar com a frase que sintetiza esse momento… ”O único meio de evitar erros é adquirindo experiência, mas, a única maneira de adquirir experiência, é cometendo erros”. (Este é um exemplo. Escolha uma frase relacionada a seu trabalho)
  • Obrigado.

Desejo a todos muita sorte. Abraços!

COMO FAZER UMA BOA DEFESA DE TCC

Após  achar umas dicas de defesa de TCC e monografias , achei interessante compartilhar com vocês.

Dicas para apresentação do TCC na banca

1. Evite Gírias/ cuide o vocabulário
2. Seja objetivo e conciso
3. Olhe nos olhos da banca e da platéia. Demonstre segurança (se estiver com medo, olhe para a testa ou para cabeça que o efeito é o mesmo…)
4. Faça pequenas pausas entre os assuntos.
5. Seja profissional/ a apresentaço deve ser de igual para igual, com humildade, sem arrogância.
6. Não “compre briga” com a banca.
7. Demonstre energia, vontade e não seja indiferente, apático.
8. Vista-se de acordo com a ocasião, apresente-se como o profissional que você é ou que gostaria de ser. Não esqueça: não é um dia qualquer.
9. Flexione a voz, não mantenha um tom constante, crie contrastes.
10. Defenda seu trabalho com convicção: não use “eu acho”, substitua por “eu acredito”, etc.
11. Descanse e durma bem a noite anterior.
12. Deixe um relógio na mesa para não precisar ficar olhando para o pulso toda hora.
13. Se você usa óculos de grau eventualmente, esse é o dia de usá-lo.
14. Se possível, utilize recursos visuais (conte apenas com o retroprojetor…)
15. Visite a sua sala antes da apresentação. Ambiente-se com o espaço. Visualize-se apresentando.
16. Segure uma caneta na mão. Assim você não corre riscos de fazer gestos obscenos.
17. Se houver oportunidade, movimente-se. Demonstra segurança em relação a apresentação e domínio do tema.
18. Não peça desculpas. Ignore os erros. Siga adiante. Você deve retificar apenas se o erro for de “conteúdo”, não “de apresentação” (esquecer palavras, branco, etc.)
19. O que está em jogo é a sua segurança em relação a sua escolha e a execução do seu trabalho. Seja firme. Defenda com vontade as suas escolhas.
20. Use o seu orientador como álibi. Se você não souber responder alguma questão. Diga que “nós” optamos por seguir essa linha… ou “conforme o meu orientador”… (nesse dia o seu orientador não irá intervir na sua apresentação.)
21. A melhor maneira de preparar, é ler o conteúdo umas vinte vezes e depois apresenta-lo na frente do espelho mais umas vinte vezes.
22. Nada substitui o treino. Depois da quinta “tentativa” de apresentação, você começa a ligar o “automático” e a apresentação flui sem maiores esforços. As demais são para ajustes…
Site: Meire da Rocha.
http://meiradarocha.jor.br/news/2007/05/17/dez-dicas-fundamentais-para-monografia-e-tcc/

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

PARABÉNS AOS MEUS ESTUDANTES!!!!!

Queremos neste 11 de agosto externar a nossa gratidão e carinho aos nossos alunos e aproveitar para compartilhar com todos vocês a nossa satisfação de puder contribuir com o crescimento intelectual e humano de todos; fazemos isso porque acreditamos no potencial e nas boas intenções com que cada um  certamente tem para com você mesmo e com o planeta, desprendendo os finais de semanas e feriados nessa busca inconstante pelo conhecimento, porque acreditam na grande e valiosa contribuição que ele poderá trazer às suas vidas.

Portanto, queremos, sim, deixar clara a nossa admiração e respeito a cada um e desejar-lhes que lutem, busquem e acreditem na potencialidade que existe em seu interior; somente você mesmo pode dar sentido a tudo isso, se assim continuar buscando e acreditando nessas possiblidades de crescimento individual e mútuo por um mundo cada vez melhor.

Um forte abraço e a nossa admiração.

Josias Ivo de Sousa,
Professor.

terça-feira, 26 de julho de 2011

PROFESSOR CONCLUI ATIVIDADES NO PÓLO DE PARELHAS

Aconteceu nesse último domingo, 24/07, o encerramento da disicplina Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa, na turma 2008.2, Pólo Parelhas, ministrada pelo Professor Josias Ivo de Sousa. A referida disciplina foi pautada em grandes debates acerca do ensino da língua materna, nos aspectos de língua oral e escrita, onde, na oportunidade, os alunos tiraram sua dúvidas acerca de como proceder no ensino da língua materna em termos de correção de redações e uso trivial da linguagem oral.

Foram cinco encontros de muito debate e leitura, com base em autores como Geraldi, Magda Soares e outros de trabalham a linha do ensino da lingua materna. O encerramento aconteceu com atividades grupais de leitura e um grande debate acerca do texto "Metodologia do Ensino da Lingua Marterna', onde houve a participação ativa de todos os alunos.






A turma 2008.2 está em fase de conclusão de curso, ora produzindo o trabalho final de Intervenção Pedagógica e durante o curso demonstrou grande potencialidade de leitura, debate e realização da tarefas que foram direcionadas pelos professores, e, em especial com o Professor Josias Ivo de Sousa que ministrou as disciplinas Gestão Educacional e Empresarial, Leitura e Produção de Textos e Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa.

Concluída sua participação junto à turma, o professor aproveita para agradecer a todos os alunos, parabenizá-los pelo grande esforço e desempenho nas disciplinas ministradas, e dizer que façam jus às leituras e debates de sala, no exercício de suas profissões, para que possam ofertar, de fato, ensino de qualidade à classe que mais precisa de educação de qualidade: menos favorecidos socialmente; mas que desenvolvam com afinco em qualquer órgão ou instituição que forem atuar, porque a ética e o bom senso devem permancer em nossas profissões.

Um abraço cheio de saudades a todos os alunos da turma 2008.2, e que tenham se sentido fartos de leitura, conteúdo, ensino, e afetividade no decorrer dessas três disciplinas; de tudo o que juntos construímos nesse período fica, com certeza, os grande e fortalecidos laços de amizades, que agora traduzem-se em saudades em função da distãncia. Contudo, estamos no aguardo pelo calendário de atividades de colação de grau.



terça-feira, 12 de julho de 2011

Filme O Sorriso de Monalisa

No próximo dia 17/07, aula do domingo, o Professor Josias Ivo de Sousa estará exibindo o filme O Sorriso de Monalisa, como atividade curricular da disciplina Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa, onde fará uma análise junto aos alunos acerca da postura metodológica (inicial e final) da professora, frente à cultura de gestão escolar e da época adotada pela escola onde´passa a atuar como Professora de História da Arte.

O uso de imagens, nos cursos de formação docente e na edcuação básica é um instrumento que cremos ser altamente recomendável para caminharmos em direção a um ensino satisfatório, o qual desenvolva habilidades nos alunos e possa atraí-los para a letra. Entretanto, é preciso ter em mente que uma imagem pode ser usada para motivar inúmeras discussões, muitas vezes por demais amplas. Assim sendo, pretende-se com a exibição do referido filme, com base no foco e preparo prévio da aula, provocar um debate aprofundado nas questões metodológicas do ensino da lingua materna, evitando-se, portanto, debates em nível de senso comum.

Faremos, portanto, uma reflexão acerca de questões como uso de filme em sala de aula na formação docente, mostrando situações pelas quais passam os professores. Em seguida, trataremos de alguns conceitos que podem ser trabalhados na educação básica, buscando um trabalho sem a valorização excessiva da subjetividade, e, por fim, apontaremos algumas sugestões de como trabalhar imagens em sala de aula, além, é claro, de abrirmos uma profunda discussão acerca do uso do Livro Didático pelo professor, que muitas vezes é a única ferramenta de ensino, e, assim concluirmos que os materiais didáticos não devem sobrebor ao professor. Enfim, assim como Watson (personagem principal do filme O Sorriso de Monalisa, na figura de Júlia Robert), o professor precisa incentivar o aluno para que olhem além da pintura', isto é, provocar o aluno a procurar respostas novas para as próprias perguntas.


Resenha do Filme

O filme aborda a atuação de uma professora recém-chegada a um colégio tradicional que precisou modificar sua didática depois do primeiro dia de aula, quando se deparou com alunas que já tinham conhecimento prévio do conteúdo, tornando sua aula frustrante e sem efeito. A partir disso, a professora começa a trazer novos temas; leva as alunas para conhecer obras de arte diferentes e assim desperta a curiosidade e capacidade de discussão e pesquisa por parte delas. Suas aulas se tornam mais interessantes e a professora consegue resgatar sua autoridade, mas encontra resistência por parte de algumas alunas, dos outros professores e principalmente, da direção da escola.
Apesar de obter frutos por sua atuação criativa, a professora sofre uma dura avaliação da direção, que por sua vez impõe condições para que ela permaneça no colégio. Não querendo abrir mão do que acreditava, ela decidiu por não ficar, e partiu com a certeza de que pelo menos naquelas alunas havia deixado sua marca, o que contribuiria de forma positiva para o futuro delas.



Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa

Teve início no último sábado, dia 09/07, no Pólo de Parelhas, turma 2008.2, a disciplina Metodologia do Ensino da Lingua Portuguesa, ministrada pelo Professor Josias Ivo de Sousa. Dentre outros objetivos, a disciplina visa Elaborar propostas metodológicas para o ensino da língua materna, ancoradas numa abordagem interacionista.

A disciplina tem uma carga horária de 75 horas/aula e privilegiará o exercício de estratégias de leituras voltadas para compreensão do texto, nas quais serão enfatizadas os articuladores usados na construção do raciocínio lógico nos diversos tipos de textos. Neste sentido, o léxico será trabalhado a partir do assunto tatado em cada texto e para tal, serão propostos exercícios de produção e compreensão de leitura em sala de aula e análise em grupo.

A ementa da disciplina prioriza a Análise do Ensino de Português valorizando o domínio da língua verbal (oral e escrita), como meio de favorecer a expressão de sua individualidade. A língua portuguesa nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Métodos e técnicas para o ensino da Língua Portuguesa.

domingo, 3 de julho de 2011

PROFESSOR JOSIAS ENCERRA DISCIPLINA NO PÓLO DE PARELHAS

Aconteceu neste sábado, dia 02/07, no Pólo de Parelhas o encerramento da disciplina Leitura e Produção Textual, turma 2008.2.

O encerramento da disciplina aconteceu de uma forma diferente do trivial; os 24 alunos da turma foram divididos em cinco grupos, onde cada um ficou com um foco diferente, todos voltados para a questão da leitura: o primeiro grupo ficou com a dramatização de um conto infantil Dona Baratinha; o segundo, contação de histórias; o terceiro, voz e violão; o quarto, baú literário e o quinto uma dublagem de um musical infantil.

As atividades aconteceram na bilbioteca da Escola Estadual Barão do Rio Branco, com uma turminha de alunos do ensino infantil, da escola privada Primeiros Passos. O seminário foi um desafio promovido pelo professor Josias Ivo de Sousa com os alunos do curso de pedagogia, turma 2008.2, cuja finalidade foi de colocarem em prática as teorias discutidas no decorrer da disciplina - uma espécie de estágio da disciplina.


Esse baú foi confeccionado pelos alunos e realizaram uma campanha de arrecadação de livros infantis na cidade de Parelhas, que conseguiram 245 títulos diferentes, e doados à turminha do ensino infantil que foi convidada a participar do evento;





 Essa foi a peça infantil do conto Dona Baratinha, apresentadas pelos alunos da turma em estudo.






Durante toda a manhã, a biblioteca esteve cheia de alunos e pais que os acompanhavam, além da outra turma do curso de pedagogia do referido pólo, que a convite do professor estiveram prestigiando o evento.